sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Quem bate também apanha

O coração sempre leva a culpa
do que fazemos, mas diz o ditado
que quem bate também apanha,
o sentindo não é sofrer, mas ser feliz,
sofremos quando buscamos a felicidade
apenas por não querer estar triste,
por medo da solidão, de toda essa
melancolia, essa depressão;

Tristeza não tem fim, mas felicidade sim,
é assim afinal, tudo que é bom dura...
mas sempre há um final, sempre há um adeus,
um último beijo nesses lábios teus;

Anseio o início, o fim
também anseio ao meio,
apenas pelo receio de não ser feliz,
o grande dilema da felicidade por um triz
se repete. dia por dia, mês por mês,
olha que até tentei, mas não sei se foi dessa vez;

O que fazer? Acendo outro cigarro e depois
de um longo trago me ponho à escrever,
dou tempo ao momento, vazão ao sentimento e,
razão ao pensamento que minha mente trás,
ser feliz ou triste não é o problema, mas sim
pensar, se preocupar, acabar por reclamar demais.


David Alves Mendes

Nenhum comentário:

Postar um comentário