sexta-feira, 16 de junho de 2017

Eis que sou poesia - Lançamento


eis que sou poesia, david alves mendes, poesias, poemas, livro



SUMÁRIO

I. EIS QUE SOU POESIA

II. FACÉCIA NATURA

III. TRILHANDO A VIDA (PARTE I)

IV. VERDADES QUE (A)GUARDO

V. RELATO FÚNEBRE (PARTE I)

VI. PROÊMIO DA PERCEPÇÃO

VII. (DOR)AVANTE

VIII. TRILHANDO A VIDA (PARTE II)

IX. EVASÃO DA VAZÃO

X. RELATO FÚNEBRE (PARTE II)

"Eis que sou poesia" dará vida ao projeto ao qual eu tanto me dediquei nos últimos meses. será a obra poética que estreará a coletânea "Catarse Poética", um projeto totalmente independente que idealizei apenas pelo constante desejo de escrever e compartilhar pontos de vista e pensamentos paralelos.

Todas as poesias foram escritas no final do ano passado (2016), as escrevi em dias e "estados espirituais e emocionais" diferentes, assim como lugares distintos, sempre andando sem rumo nas avenidas de Itapipoca, caminhando em busca de um pouco de inspiração, já que a temática da obra é livre, inclusive (ironicamente) se intitularia "A Poesia Liberta", porém, decidi que seria melhor chamá-la de "Eis que sou poesia" o que de certo modo lembra a palavra "Esquizofrenia", sendo assim a obra, metaforicamente, fruto de uma mente perturbada, porém, consciente e questionava.

"Eis que sou Poesia" estará disponível em versão PDF para download aqui no blog e também em outras plataformas de leitura. A divulgação da obra será feita através de minhas redes sociais e blogs. Inclusive foi criado um evento no Facebook para o lançamento do livro, que estará disponível na web à partir da próxima sexta-feira (dia 23), lembrando que a obra em sua versão digital não lhe custará nada além de tempo, para baixar, ler e refletir, pois...

É assim que nasce a "Catarse Poética".


Nenhum comentário:

Postar um comentário