sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Oito e Quinze
















A pintura acima é uma obra do artista Salvador Dalí, uma pintura bastante conhecida, intitulada de "A Persistência da Memória", uma obra que retrata muito bem o surrealismo

Embarque em uma viagem de um possível lapso de tempo, o tempo em que nos baseamos é estabelecido em três etapas: Presente, Passado e Futuro, porém existem evidências de possíveis viagens ou lapsos no tempo, confira um pouco mais sobre o assunto em um conto de minha autoria intitulado de "Oito e Quinze", aproveite bem esse Halloween, e fique atento, a noite está só começando.

Se quiser saber mais sobre o Halloween na matéria que escrevi há um Halloween atrás, clique aqui.

Oito e quinze
David Alves Mendes

Era por volta das oito e quinze da noite quando ele saia da casa de sua avó para buscar algo que havia esquecido. A distância que percorreria era muito pequena, porém suficiente para assustá-lo.

Ao dobrar a esquina se deparou com uma rua extremamente escura, a calçada parecia bem mais longa do que realmente era e sua casa estava a apenas quinze passos dali, mas no seu ponto de vista pareciam quinze metros.

sábado, 24 de outubro de 2015

Gritos da Loucura

As paredes parecem envelhecidas, manchadas por marcas de mofo, tudo parece instável e meio invertido, assim como o crucifixo torto na parede ao lado do espelho que refletia a expressão pálida e depressiva de meu rosto, acabara de acordar e não conseguia lembrar onde estava, muito menos quem eu era.


quinta-feira, 22 de outubro de 2015

A Cannabis Sativa e sua canalização

As vezes é possível viajar sem sair do lugar e sem pagar passagem, costumo fazer isso utilizando dois elementos da natureza, o nosso sagrado fogo, e é claro, uma erva natural conhecida como Cannabis Sativa. Tudo começa normalmente, e todos os efeitos acontecem naturalmente, você leva um certo tempo para perceber que uma forte energia toma conta do ambiente, tudo parece ficar mais leve e fazer mais sentido, um relaxamento toma conta do seu corpo de súbito e tudo parece se conectar de uma forma que aos olhos (não avermelhados) de uma pessoa cética seria impossível.

Os pensamentos ganham vida, não chegam ao ponto de criarem pernas e saírem andando, porém se assemelham com o que chamamos de sonhos, é um pequeno despertar da consciência, não exatamente uma fuga da realidade, mas uma porta que dá acesso a outras dimensões, o físico entra em comunhão com o espiritual, e a neblina que ali havia antes desaparece.

Durante todos os momentos você está consciente de tudo e todos, mas em um nível mais elevado, onde há novas percepções e é possível voar alto apenas observando o céu que se mostra um universo infinito de possibilidades.

Como tudo precisa de um controle, antes de tudo é necessário afastar os pensamentos negativos para certos pesadelos ou receios não lhe atormentarem em uma forma conhecida como "bad trip", a Cannabis apenas abre portas para novas realidades que você não conhecia, realidades que sempre estiveram presentes, mas nunca visíveis.

Você surfa sobre sentimentos e as vezes esbarra em pensamentos perdidos, memórias empoeiradas pelo esquecimento, o equilíbrio é sempre necessário, mas não é um problema cair quando se pode levantar, é quando se pode evitar. Um dos fatos que me intriga é o de o tempo que somos acostumados não existir como é de praxe, identificamos a hora e data por meio de ponteiros de relógios e marcações de calendários. Baseando-se pelo astro rei, quando ele nasce é considerado dia, e quando se põe dando espaço para a formosa lua brilhar, já é noite, essas são as únicas noções reais de tempo existencial..

Os psicodélicos existem a mais tempo que os seres humanos, o que em teoria explica muitos acontecimentos ao longo da história. Ao descobrirem o fogo, os primeiros seres terráqueos que embarcaram na viagem da Cannnabis Sativa deixaram um pequeno legado, provando que é possível encontrar-se facilmente e ficar frente a frente não apenas com seus sonhos e pesadelos, mas também consigo mesmo, e não apenas nessa dimensão.

Autor: David Alves Mendes

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Verdades que guardo comigo - Entre em contato

"Um livro de poesias, mas não se prende a rótulos, contém muitos escritos um pouco pessoais, e apesar de ser um livro pequeno, é bastante significativo."

A noite de autógrafos do lançamento de meu livro Verdades que guardo comigo já aconteceu, porém ainda há exemplares e também pessoas que não tiveram a oportunidade de conferir meu trabalho.

Quem se interessar em adquirir algum exemplar do "Verdades que guardo comigo" basta entrar em contato com minha pessoa via email (ou pode comentar abaixo caso tenha alguma dúvida).

Email: davidalvesmendescontato@gmail.com
Whatsapp: (88) 9.9946-1017