sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Halloween X Dia do Saci

Acho totalmente errônea essa rivalidade entre o halloween e o dia do saci. São duas culturas distintas, uma vem de origens bastantes remotas, algo próximo aos celtas, baseado nas tradições pagãs (o motivo de tantos brasileiros cristãos rejeitarem tal festividade e a relacionar com o satanismo). Já o outro tem origem puramente brasileira, o saci é um personagem do nosso folclore, e ganhou esse dia exatamente para não deixar as pessoas esquecerem de seu mito.

O problema está em certas rivalidades que há nesse dia. Uns dizem que criaram tal dia do saci apenas para fazer uma "tentativa de imitar" o halloween. Já outros dizem que devemos valorizar nossa cultura e não "a dos outros", pois temos uma cultura bastante diversificada e o saci é um símbolo do folclore brasileiro, além de não possui nada a ver com o famoso dia das bruxas, está na memória de todo brasileiro (algo que concordo plenamente).

O que não posso negar é que aprecio tanto o halloween, quanto não só o dia do saci, ou o mesmo em pessoa (ou personagem), mas o folclore inteiro com suas tradições e lendas e toda a maravilhosa cultura brasileira com tudo o que ela tem para nos oferecer.

O Sítio do Pica Pau Amarelo é um clássico do nosso grande Monteiro Lobato, e marcou minha infância inteira, assisti inúmeras temporadas, e relembro hoje com uma pequena nostalgia dos meus dois personagens favoritos, o rabicó e o saci.


Não me prendo a rótulos, portanto não gosto de criar rivalidade entre duas coisas paralelas, que nada tem a ver uma com a outra. Da mesma maneira que posso apreciar uma cultura internacional, aprecio minha cultura amada não apenas nesse dia, mas em todos, onde desfruto do bom e do melhor que ela tem a nos oferecer.

Desejo um feliz halloween à todos, e um ótimo dia do saci (atrasado pelo visto)!

quinta-feira, 30 de outubro de 2014


















"Enxugue suas lágrimas,
Apague suas mágoas"
david alves mendes, escritor








Agora que lhe vejo melhor,
melhor posso contemplar o teu amor.

— David Alves

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

david alves mendes, escritor
















"Dê asas à sua felicidade e voe (o mesmo serve para sua imaginação)"
Seria o amor contagioso?
Acho que não,
mas deveria ser recíproco.


— David Alves

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Remendas



















É meio que impossível substituir um amor, 
pois um amor verdadeiro é insubstituível.
O orgulho de não admitir a saudade é um peso a mais para carregar nessa vida,
e sinceramente, já temos muitas mágoas para suportar.

É difícil encontrar algo para se confortar,
só as folhas de meus cadernos,
onde posso escrever meus poemas
repletos de verdades e saudades,
e versos borrados por lágrimas inesperadas.

Tudo que vai volta,
mas as vezes nem sempre,
talvez por algum porém se perca na volta, nas voltas que o mundo dá.
Do que adianta olhar para trás,
só para aumentar a saudade,
já não basta a mágoa de ir embora,
imagine ainda ter que encarar essa realidade,
ver esse belo olhar tristonho
ao observar minha ida.

Saber que não é possível encontrar alguém como ela,
saber que tudo é em vão,
porém os motivos são maiores
seria tão bom largar esse orgulho,
e suprir sua solidão.
Remendar esses retalhos,
e se fazer completo outra vez.
Completando seu coração.

— David Alves

Dedicado à: Marla Ingrid
Música (Retalhos): http://goo.gl/M0ATGE

quinta-feira, 23 de outubro de 2014



A cada passo, uma evolução;
A cada evolução, um aprendizado;
A cada aprendizado, uma vitória.

— David Alves

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

Curtidas em redes sociais

Imagine se curtidas em redes sociais valessem dinheiro e você pudesse trocar pelo que quisesse ao caminhar pelo shopping, poderia comprar aquela tão bela bolsa da vitrine que custa os olhos da cara, ou então aquele mais novo Smartphone caríssimo.

Melhor ainda, imagine se fosse possível saciar a fome das pessoas com curtidas, boa parte dos problemas mundiais em relação à fome sumiriam. Vamos mais longe, imagine se cada curtida que você ganha equivalesse à um livro lido, você teria conhecimento de sobra.

Agora imagine se curtidas definisse alguém. Aquela garota que tem curtidas de sobra é a mais popular da cidade, já aquele menino é o mais bonito, mas aquela outra pobrezinha tem poucas, então a mesma não seria tão relevante assim. E ainda tem aquelas que passam necessidade, e mendigam curtidas, pois a necessidade é maior que orgulho.

O mundo seria um lugar bem melhor (ou não) para se viver se curtidas valessem alguma coisa, pena que as mesmas não valem nada, você não pode comprar nada com as mesmas, elas não vão saciar sua fome nem te tornar mais inteligente.

O mais impressionante de tudo isso é que muitas pessoas dão valor a algo tão fútil e banal apenas para inflar seu ego. Não me importa se você tem dez ou dez mil curtidas em determinado lugar, o que te define é o que você é, e não o que você tem, principalmente se o que você tem não vale ou serve para nada.

quarta-feira, 15 de outubro de 2014








Deixa eu fluir,
Mas não me deixe ir.
Deixa eu florir
Seu dia,
E bobamente
Te fazer sorrir.


— David Alves

terça-feira, 14 de outubro de 2014

david alves mendes, escritor







Pequeno lugar,

Lugarzinho quente,
Repleto de memórias alheias.
Terra do meu pai

— David Alves

sábado, 11 de outubro de 2014

Feliz Dia das Crianças








Tenho algumas heranças
Que me trazem esperança
Com cheiro de infância
Conhecidas por lembranças.

— David Alves


sexta-feira, 10 de outubro de 2014

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Minha terra

Itapipoca, três climas, fotos, serra, cidade, david alves mendes,














Terra de serras.
Paisagem de moradias,
Cidade natural,
Telhas meio melancólicas,
Escurecem no luau,
Cerâmica e parabólicas,
Complementam o visual.

Árvores aos montes,
Ruas vazias,
Rios e pontes,
Vielas sombrias
Em bairros se escondem.
Da fazendinha à boa vista,
Da boa vista ao cruzeiro,
Caminho sem rumo,
Minha mochila é meu bagageiro.
Sigo rente
E vou em frente
Cheio de pensamentos
Por quarteirões à passar,
Em meio a calçamentos
No sol poente,
Só tenho algo a falar...
Ô cidadezinha quente pra eu amar.

— David Alves

domingo, 5 de outubro de 2014

Felicidade não se compra

david alves mendes, escritor
Nem mesmo dinheiro pode comprar a felicidade de viver em paz consigo mesmo, isso se conquista a cada nascer do sol. 

Todos os dias você pode mudar seu rumo, todos os dias tem a opção de ser ou não melhor do que foi ontem, e tal escolha é apenas sua. Não estou dizendo para mudar seu visual, seus gostos ou coisas do tipo, apenas mudar para melhor, tentar ser melhor a cada dia, não apenas corrigir seus erros, como superá-los e compensá-los com boas ações das quais mais tarde você se orgulhará e terá algo que lhe motivará a seguir em frente.



Muitas coisas nos deixam para baixo, e as vezes insistimos em tais coisas por mais que não nos faça bem, porém as vezes é bom deixar certos pesos para trás e levar consigo apenas o que lhe faz bem. A vida é muito curta para nos preocuparmos tanto e não sermos felizes, o que realmente importa é estar em paz consigo mesmo, pois na estrada da vida você carrega uma mochila, e vai acumulando coisas nela, as boas coisas lhe fazem se sentir bem, e as más vão pesando cada vez mais, e além de serem inúteis, causam apenas mal, e o maior problema é que você se apega muito a elas e não sabe o momento certo de largá-las, mas como eu disse, a escolha é unicamente sua. 

Você quem decide se quer continuar carregando pesos em sua mente, ou prefere seguir em paz e carregar boas coisas, não somente em sua mente, como também no coração.


Autor: David Alves Mendes
Queria ter asas,
Voar pra bem longe
Sem aviso ou compromisso,
Apenas me mandar

— David Alves

sábado, 4 de outubro de 2014

Primeira tatuagem e dicas

Tatuagem Pulso, Nome, Tatuagem Dói, Como Cuidar, David Alves Mendes
A maioria das pessoas que gostam e pretendem fazer alguma tatuagem possuem diversas dúvidas e perguntas a fazer, particularmente eu achava algo muito complicado, mas foi só fazer minha primeira que percebi que é algo super comum.

Primeiramente, o que (quase) todos temem, a famosa dor da agulha. Enfim, não posso dizer que não dói, porque é claro que uma agulha perfurando sua pele e injetando tinta vai doer, porém é uma dor suportável (e prazerosa).

Eu planejei por uma semana o que eu exatamente ia tatuar e aonde, depois de muito pensar, decidi fazer no pulso o nome da minha mãe (Josimeire), pois desde pequeno que eu tinha um desejo íntimo de tatuar o nome dela no meu corpo, e essa foi uma homenagem que fiz para ela.

Em relação ao tatuador eu tinha poucas opções, pois por minha cidade ser um pouco pacata, não existem muitos tatuadores por aqui, mas eu já conhecia um sujeito que sempre fazia meus piercings, e como já conhecia o trabalho (profissional) dele, resolvi fazer com o mesmo.


sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Fotografia

Minhas duas paixões são a leitura e a escrita, mas tenho uma pequena paixonite por fotografia.

Considero o meu ato de fotografar um hobbie, gosto de fotografar tudo o que convém, gosto de fotografias naturais, sem organizar nada, sem edições (apenas filtros), minhas fotografias consistem em simplesmente capturar determinados cenários espontaneamente, essa é a essência da coisa.

Enquanto fotógrafos profissionais tem um material completo e profissional, como câmeras de alta qualidade, tripés, cenários essenciais e tudo mais, eu apenas carrego meu celular no bolso e as vezes enquanto caminho por ruas e vielas decido tirar fotos de coisas que me chamam atenção, principalmente paisagens naturais.


Não desejo muitas coisas, 
Quero apenas que seja verdadeira, 
Me abrace a noite inteira, 
E de manhã esteja aqui pra me confortar.

— David Alves

Tatuagem


Muitos criticam (sem motivos), outros amam (como eu), porém cada um com sua opinião, o que não posso negar é que essa é uma arte milenar.

A tatuagem é uma forma de expressão que existe desde os tempos mais remotos, e o preconceito com tal tipo de arte alguns tempos atrás era constante. E hoje em dia, por mais que as pessoas tenham aberto mais a mente, ainda existem pessoas que julgam.

Julgam da maneira errada, pois não se julga alguém por aparência, pois a mesma não define caráter muito menos personalidade, e uma coisa que pessoas tatuadas possuem, é personalidade.


quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Pedra do Medo

O medo é como um feitiço paralisante, uma barreira em nossos caminhos, um grande obstáculo a ser vencido. Todos os dias ao se acordarmos pensamos em tudo o que teremos que enfrentar, nossos problemas do dia a dia, dificuldades a serem enfrentadas, mas antes de tudo, a maior dificuldade ao qual você precisa vencer é seu medo, pois ele lhe atrasará e atrapalhará a sua jornada, seja ela qual for. 

O medo é como uma grande pedra em meio a estrada que você está trilhando, e você se esconde atrás dessa pedra, você precisa empurrá-la para seguir em frente, e ela pesa muito, e vai chegar o dia em que você não aguentará tanto peso e desistirá dessa jornada, e a única coisa que você precisa fazer é vencer essa barreira, vença suas pedras, vença seus medos, alcance suas metas, vença sua vida.

Autor: David Alves Mendes